Curso de Formação em Terapias de Dança e Movimento

Por Jacques Houart

40 horas

10 sessões de 4 horas

Presencial

2 horas teóricas + 2 horas práticas

Estágio Incluído

Escolas; IPSS’s; Hospitais; Lares de 3a Idade; Empresas; 

Facilidade de Pagamento

Opção de pagamento a pronto ou faseado

Jacques Houart

  • Professor Aposentado da Universidade de Coimbra – Portugal
  • Membro da ADTA – American Dance Therapy Association
  • Membro da SHA – Sound Healers Association

Terrenos Principais de Pesquisa:

  • Antropologia Médica;
  • Medicinas Alternativas e Complementares;
  • Movimento – Respiração – Emoções;

Conteúdos Programáticos

Paradigmas de dança e movimento

Breve história da dança. O paradigma da dança ocidental e os seus
códigos éticos, estéticos e sociais. Os modelos académicos do ensino
da dança. O questionamento terapêutico aos paradigmas académicos.
Dança e movimento: um novo paradigma multicultural.

O terreno

A metodologia da investigação em terapia de dança e movimento.

O trabalho empírico de terreno: não o “tudo ao mesmo tempo” mas sim
o “olho treinado”. As metodologias monolíticas e as suas
consequências negativas em terapia. Os desafios sanitários atuais e as
novas exigências metodológicas. Novos terrenos, novos objetos e
novos métodos em contexto de pós-modernidade.

Os híbridos culturais

O alargamento das temáticas contemporâneas nas terapias de dança e movimento.

Padrões de cultura e estilo de vida: a sua incidência na dança, no
movimento e na etiologia das doenças. A plasticidade humana na
procura de novas formas de expressividade em contexto de fusões
culturais globais. O seu reflexo na procura de novas práticas terapêuticas em dança e em movimento. O necessário diálogo entre culturas e civilizações.

As “expressões primitivas”

A motricidade humana e as terapias de dança e movimento.

Dança, movimento e práticas bio-energéticas. Movimento, respiração e emoções nas suas interações essenciais. As terapias de dança e movimento enquanto “medicinas quânticas e vibracionais”. Sons, ritmos e movimentos: “beats”, percussões e frequências de som em terapias de dança e movimento. As propriedades terapêuticas das “expressões primitivas”.

Os espaços interiores

A pertinência das terapias de som e de movimento para responder aos desafios da educação e da saúde no mundo contemporâneo.

A pertinência do ensino das terapias de som, dança e movimento nos programas atuais de ensino e de educação. A necessária descoberta dos espaços interiores à consciência humana e a contribuição das terapias de dança e movimento nas suas conexões intrínsecas com outras técnicas de mesma finalidade: ioga, meditação, espiritualidade, por exemplo. Os limites das campanhas de educação para a saúde baseadas exclusivamente na responsabilização individual.

Para além das conflitualidade

A formação dos terapeutas de dança e movimento.

A origem histórica do projeto terapêutico pela dança e pelo movimento.
A sua evolução recente. A diversidade dos seus campos teóricos e
práticos: conflitualidade e complementaridade. A procura de novos
conceitos mais abrangentes e mais consensuais. A formação
polimórfica dos terapeutas: requisitos teóricos e práticos. A
indispensável presença no terreno prático.

A dançaterapia. A sua origem histórica. A sua evolução recente. A diversidade dos seus campos: conflitualidade e complementaridade.

A saúde pública

As questões atuais da saúde e as contribuições das terapias de dança e movimento.

A importância das terapias de dança e movimento para a medicina e para os estudos e as práticas de saúde. Sintomatologia e diagnóstico: a diversidade dos sistemas interpretativos e a contribuição das terapias de dança e movimento. Os desafios da Saúde Pública e a procura de formas alternativas e complementares de diagnóstico e tratamento ao serviço das populações.

As complementaridades

As terapias de dança e movimento como práticas alternativas e complementares.

Os paradigmas convencionais na saúde e na medicina. As suas
contradições internas e as suas dependências externas. A sua tónica nas práticas de cura e a subsidiaridade das técnicas de prevenção. A pertinência de novas práticas curativas e preventivas de caráter
alternativo e complementar. A sua legitimação pela O.M.S (Organização Mundial da Saúde). Dançaterapia e musicoterapia: um exemplo de complementaridade feliz no campo interno das práticas alternativas não-convencionais.

Energia e transcendência

As terapias de dança e movimento confrontadas ao novo paradigma integrativo da medicina atual.

Dos parâmetros físicos aos fatores psicossociais e culturais. O poder terapêutico dos símbolos e dos rituais em terapias de dança e movimento. Dança e espiritualidade: os ritmos da “alma”. Danças
simbólicas, sagradas e circulares. O exemplo da “roda da cura
xamânica” em terapia de dança e movimento. Dança e movimento
como técnicas de meditação dinâmica.

Estágio: Workshops de Dançaterapia em Instituições Apropriadas

O potencial humano

Aplicação dos conhecimentos adquiridos em terapias de dança e
movimento a propostas inovadoras e originais na saúde e na educação.

O movimento do potencial humano. A meta do desenvolvimento
humano integral: dança, som e movimento em época de risco de
“confrontos civilizacionais”. O desafio das terapias de dança e
movimento ao ensino das danças como meras técnicas de
divertimento. As suas projeções nos paradigmas epistemológicos e nos modelos teóricos e práticos do ensino académico nos diferentes domínios das artes e do saber. As terapias de dança e movimento e a sua contribuição para um mundo melhor e mais feliz para todos.

“O Curso permitiu desenvolver e implementar uma estratégia terapêutica coerente na minha instituição e finalmente construir uma solução impactante nos meus pacientes”

Ana Freitas, IPSS Aveiro

De modo a adequar o método de ensino aos objectivos da
aprendizagem e a uma compreensão mais profunda da matéria, será utilizada em cada Sessão uma metodologia de ensino activo e participativo, articulando o modo expositivo com material audiovisual e privilegiando a apreensão sensível dos fenómenos através de exercícios práticos.

Serão nomeadamente efectuados vários trabalhos práticos ilustrando diversas técnicas de aplicação da dança e do movimento a terapias convencionais e a terapias alternativas e complementares, essas últimas inspiradas em práticas de saúde de diferentes sociedades não-ocidentais, tais como, por exemplo;

Expressões primitivas;

Tradições xamânicas;

Danças extáticas;

Danças simbólicas;

Ritmos respiratórios;

Frequências acústicas;

Fluxos energéticos.

  1.  Saber relacionar os principais conceitos e metodologias da dança e do movimento com as diversas temáticas e questões da medicina actual tanto na sua vertente convencional como nas suas práticas terapêuticas alternativas e complementares;
  2. Ter desenvolvido uma consciência crítica dos principais pontos da matéria e da pluralidade de correntes, objectos e terrenos da dançaterapia contemporânea.

Somatório de Trabalho Escrito + Relatório de Estágio

Solicite o cronograma da próxima edição

Competência em comunicação oral e escrita; aplicação prática dos conhecimentos teóricos; raciocínio crítico; aprendizagem autónomas.

Qualidades de motivação; empenhamento; adaptabilidade a novas situações; criatividade; respeito por outras culturas e outros costumes.

Capacidades de debate e cooperação em grupo; utilização das Tecnologias actuais de Informação; leitura e compreensão escrita e oral da língua inglesa a um nível suficiente para aceder à  bibliografia recomendada e compreender o material audiovisual de apoio.

    1. Uma capacidade para interpretar do ponto de vista sintomatológico e  diagnóstico gestos, figuras e movimentos executados ao vivo;
    2. Uma competência para visionamento de fontes audiovisuais e para uma leitura crítica de bibliografias secundárias;
    3. Uma vontade e capacidade de aplicar os conhecimentos adquiridos em movimento e dança a propostas terapêuticas inovadoras e originais adequadas ao desenvolvimento de:

    a) Planos de saúde privada e pública com inclusão de terapias alternativas e complementares inspiradas em práticas tradicionais e   fundamentadas na dança e no movimento;

    b)  Programas de educação para a saúde baseados na dança e no movimento atentos também aos desafios das novas formas de dança inspiradas pelo multiculturalismo;

    c) Metodologias de investigação em dançaterapia, nomeadamente fundamentadas nos princípios da observação participante;

    d) Temáticas críticas e urgentes de novas formas de relacionamento humano através da dança e do movimento em época de risco de “confrontos  civilizacionais”.

Serão fornecidas progressivamente no decorrer das Aulas

Processo de inscrição

Escolha a sua modalidade de pagamento
Preencha os seus dados
Garanta a sua vaga
Opte entre a opção de pagamento faseado ou a pronto com desconto
Preencha correctamente os seus dados e seleccione o seu método de pagamento
Envie nos o comprovativo do seu pagamento e inicie o seu curso na data anunciada